sábado, 23 de junho de 2012

É o que temos de enfrentar...

A começar, por um sistema público de saúde medíocre, que faz vista grossa às nossas dificuldades, impondo meios e burocracias que tornam o tratamento do diabético, que já não é fácil, algo muito mais difícil de encarar. Passando pela consciência de pessoas DESINFORMADAS, que acham que a nossa doença nos enfraquece na vida, faz de nós cidadãos com menor capacidade de criar, trabalhar, conviver... Um preconceito que a sociedade não vê, mas eu - diabético - enfrento todos os dias. E por fim, os nossos próprios medos e receios, circunstâncias que nos trazem á tona a fragilidade em conviver com uma doença capaz de mudar toda a nossa rotina, mas principalmente, a daqueles que nos cercam.

É o que temos de enfrentar, dia após dia. Nem sempre fácil, nem sempre tão complicado assim. Mas coisas que se fazem presentes na árdua caminhada de quem escolheu ser um cidadão COMUM, dentro das suas limitações relativamente incomuns, em uma sociedade estranha e pouco otimista. 

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Qualidade X Custo - Pão integral

Na hora da alimentação, o que pesa mais para algumas famílias é a questão do bolso. Infelizmente ainda vivemos numa realidade em que casa, transporte, e saúde consomem quase toda a renda dos menos afortunados. Talvez da sociedade em geral, salvo algumas exceções. Para nós diabéticos, gastar com o que levamos á mesa, sempre custará caro, mas é preciso algum esforço para ter a nossa disposição algumas coisas que normalmente uma pessoa não diabética jamais pensaria em comprar, como os alimentos integrais, que em geral custam caro. Hoje em dia eu sou muito mais "relex" na hora de pagar. Quando vou ás compras coloco na balança a qualidade e o preço. Normalmente a qualidade pesa muito mais na hora da escolha. Nem sempre foi assim. Ainda acho um absurdo o fato de alguns alimentos produzidos para nós diabéticos custarem muito mais caro em relação aos demais, que possuem quantidade de açúcar, ou outros ingredientes fora do padrão que nos interessa. Mas se prestarmos atenção, o custo-benefício de alguns alimentos específicos, ainda fazem valer a pena mesmo para aqueles com uma renda apertada. É o caso do pão integral. Pelo menos aqui em São Paulo, podemos encontrar por menos de 5,00R$ uma embalagem de 400g na versão com 7grãos, rico em fibras. Se o pão de forma (embalagem 500g) não sai por menos de 3,50R$, creio que não há motivos para não pagar um pouco mais caro por um produto muito mais adequado ao nosso estilo de vida. Normalmente a diferença de preço não ultrapassa 1,00R$. Nem mesmo é ruim, muitos reclamam de um sabor amargo, textura pouco macia, mas isso também depende muito da qualidade em questão, já experimentei marcas que acabei jogando metade do produto fora porque era quase intragável, mas em geral, eu gosto muito do sabor. Há também uma enorme variedade de opções, com grãos, óleos vegetais, diets e lights... Enfim, opções é o que não falta para o nosso café da manhã começar bem, e com saúde!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Histórias de gente como a gente

Venho aqui partilhar minha alegria em descobrir - sim, a cada dia continuar a descobrir - que mais e mais pessoas estão utilizando os blogs para dividir experiências e aprendizados sobre o diabetes. Ver uma doença cronica sendo tratada desta forma, por pessoas que convivem diáriamente com ela, é sem dúvida uma grande motivação para aqueles que ainda não conseguiram se adaptar a um novo estilo de vida, imposto por essa doença. Quanto mais pessoas partilharem suas dificuldades, e por que não, alegrias, vividas através da experiência de ser diabético, melhor será para nós que procuramos sempre aprender com a vida. Viver com o diabetes, é um aprendizado constante, e como é bom poder partilhar isto. Este blog começou a partir do momento em que eu conheci a dedicação de uma blogueira diabética (Luciana Onknen) em ajudar outras pessoas. Me surpreendeu como é simples contribuir para que patologias como o Diabetes Mellitus não sejam uma sentença, mas sim uma nova chance de reencontrar a vida, e a vontade de viver.


Deixo aqui o endereço de alguns destes exemplos de vida e aprendizado:

Ps: Ha ha desculpem o formato do texto, é que o editor do blogger está bem modificado e não consegui retirar esse tal de "background", depois de adicioná-lo sem querer. Ainda não me acostumei com essa versão...

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Saudações, 2012. Ano novo (ou nem tanto), dificuldades velhas...

Eae galera, olha eu aqui de novo, o Diário pode até parar um mês, um ano, mas não vai acabar, porque vocês, amigos leitores, dão sentido a esse trabalho. Então sem mais delongas, de volta à ativa!

Esse tempo todo que estive longe, como é de se imaginar, andei bastante descompensado, diria até bem relaxado no que diz respeito à alimentação. Tudo acaba sendo relativo, quando estou mantendo o controle, me sinto bem pra postar aqui, mas quando a glicemia vai mal, o Diário segue o mesmo ritmo. Estranho é perceber que deveria ser exatamente o contrario, mas por algum motivo não é. Gostaria de partilhar com vocês os problemas que tenho em viver o lado saudável do diabetes, isso com certeza me ajudaria a superar, e também seria um bom pretexto para partilharmos as dificuldades as quais nos são impostas pela nossa condição. Mas de certa forma, hoje é o que estou fazendo... Já é um começo. Ajudem-me a não desanimar porque diabetes não é brincadeira. Saúde é coisa séria. Faz uns dias que me mantenho em certo controle. Estou feliz, por já estar no caminho...

VOTOS DE UM FELIZ 2012 (bem atrasado, rsrs) PRA TODOS VOCÊS. OBRIGADO POR NÃO DESISTIREM DO DIÁRIO COMIGO!

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Agora, recomeçar...

Tenho pra mim, que nada acontece por acaso, mas quando o acaso nos pega de jeito tem que aprender a levar. Olhar pra traz não ajuda em nada, é preciso encarar a vida de frente. Ninguém está sozinho, mas de fato, quem pode seguir só?
Procurar apenas o lado bom de tudo, nem sempre é possível, e tantas vezes enxergamos apenas o pior... Mas é assim, a vida como ela é... Não podemos pular os dias ruins, riscá-los da folha como se fossem um rascunho, não podemos, mas passar por eles é a única condição para se viver um dia melhor, porque sempre pode melhorar...
Não sou apenas diabético, e nem poderia ser só diabético, sou mais que isso. Todos... Somos muito mais. E quem de nós não merece esta chance, a maior oportunidade da vida, a simples oportunidade de recomeçar?

domingo, 19 de junho de 2011

Mais um blogueiro diabético na luta...

Olá galera, pois é... Quem é vivo sempre aparece! Não quero entrar em detalhes agora sobre os motivos quem me levaram á abandonar um pouco o "Diário", mas eu sempre estive por aqui de olho no que vocês, caros amigos leitores, tinham á oferecer para este blog. Agradeço muito aos comentários, que são a maior riqueza do Diário Diabetes!

Estou aqui para falar de algo que achei muito interessante, o "BLOG DOS DIABÉTICOS", do nosso amigo leitor Almir. Vale à pena dar uma conferida neste espaço, que é feito por quem busca verdadeiramente olhar o Diabetes sob uma nova perspectiva, e se aqui o importante é viver bem com diabetes, o 'Blog dos Diabéticos' é o lugar ideal para nós, diabéticos conformados, rsrs. Caro Almir, saiba que você pode contar sempre comigo e o 'Diário Diabetes' para que juntos possamos ajudar a propagar essa boa nova, UMA VIDA NORMAL com o diabetes! Vlw!


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Levando a Vida

http://lh3.ggpht.com/_y6eXScV3RUo/Si7T27GJnaI/AAAAAAAAASg/Qj_7YjH3H5Q/s400/LIVRO___Da__Vida.jpg

Como os amigos visitantes deste blog já perceberam, estive bem ausente nestes últimos dias, andava sem inspiração para postar novidades. Bom, ando meio assim ainda, mas posso dizer até que é por um bom motivo. Ultimamente tenho me controlado bastante nos índices, e apesar disso, abusado um pouco das guloseimas. A verdade é que tenho levado uma vida normal, como se não fosse diabético, por isso muitas vezes não encontro assunto pra comentar aqui, porque o diabetes tem sido apenas um detalhe em minha vida, e acredito que isto é bom.


Não faz nem oito meses que sou diabético, mas é como se já estivesse convivendo com a doença há anos, me adaptei mesmo de forma que nunca imaginei que fosse possível. O único problema é que ainda custo pra aceitar certas mudanças, como a prática de exercícios, e tenho que me esforçar pra isso. No mais, estou abandonado com facilidade coisas prejudiciais á minha saúde que até pouco tempo não vivia sem, como os refrigerantes e refrescos em pó. A minha “criptonita” ainda são os biscoitos recheados.
Estou bem regrado na hora do almoço e da janta, porém ainda bastante imprudente nos lanches de intervalo, ninguém é perfeito. Rsrs. Tenho medido poucas vezes a glicemia, mas já me acostumei a ficar pouco atualizado quanto aos índices glicêmicos, porque já sei mais ou menos quando eles estão alterados ou não. Meço pelo menos 2 vezes, e no máximo 4 ao dia. No mais, tudo como antes.


Galera, eu quero deixar aqui registrado minha satisfação com os resultados que o blog tem gerado. É muito bom abrir a página e ver mais de 20 comentários nas minhas últimas postagens, eu não esperava um retorno tão bom de um blog voltado a um tema fechado. Espero poder contar sempre com vocês aqui, mesmo na minha ausência. Valeu pela força que vocês me dão!

Até mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...